quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Aquele momento em que... #9

... até o funcionário do refeitório te diz: "Está a ficar muito magrinha". Sério? Já chega! Deixem-me criar espaço para os doces de Natal à vontade, ok?
GRRR
:)

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Diário de uma noiva#8 - SaYes

Encontrar uns sapatinhos de Princesa para o grande dia foi uma tarefa muiiito difícil para mim... Ainda faltam uns bons meses para o casamento, mas a verdade é que como só vou a Olhão uma vez por mês, tornou-se muito importante arranjar logo os sapatos certos para que as provas comecem. [borboletas na barriga] 

A escolha no mundo dos sapatos de noiva, a meu ver, não é assim tão vasta... Só existem três hipóteses:
  1. Sapatos com demasiadas aplicações - desde rendas, pérolas, brilhantes, etc e tal - que os tornam feios e, por vezes até lhes dão um ar de "Já cá estamos há mais de vinte anos...". -.-'
  2. Sapatos demasiado altos e com brilhos em excesso, que mais parece que vamos fazer um strip em vez de casar !!! 
  3. Sapatos clássicos e básicos, de uma só cor (normalmente branco ou bege), e que passam no teste do dia, mas não dão aquele toque especial. 
Nunca quis gastar demasiado dinheiro nuns sapatos apenas para um dia e por isso as minhas queridas e adoradas Melissas Wedding ficaram logo de parte!... :( Se as minhas damas de honor tivessem alinhado no cor-de-rosa, confesso que teria ponderado levar uns sapatos da cor dos vestidos delas... No entanto, não foi esse o caso e comecei à procura de uns sapatos simples, elegantes e que completassem o meu "majestoso" [como diz a minha madrinha] vestido. Até porque essa coisa do "Os sapatos nunca se vêem" é um MITO! Não se deixem enganar... Basta perder dois ou três minutos na Internet para perceber que os sapatos acabam sempre por aparecer e dizer "Olhem para nós! Estamos aqui"

E eu lá procurei, procurei, procurei e encontrei-os no Facebook da Sayes. Ponderei entre ir à loja ou mandar vir os sapatinhos pelo correio, e ainda bem que fui para a primeira opção. A Ana Rita, além de fazer anos no mesmo dia que eu :) , é um verdadeiro amor. Levei comigo o meu noivo e ela deixou-nos completamente à vontade, deu-nos dicas, enfim... Foi TOP! Aconselho a todas as noivinhas a irem lá dar uma vista de olhos pois não se vão arrepender. 
;)

Imagem retirada daqui

Ficam aqui os dados da Sayes: 
Morada - Estrada dos Foros de Amora, 32 B, Cruz de Pau, Amora
Telefone - 21 224 20 17
Site - www.sayes.pt

NOTA: Todos os links referidos foram consultados no dia 26 de Novembro de 2014

Bom dia *


terça-feira, 25 de novembro de 2014

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

21.11.14

Lamento, mas nunca irei lidar bem com a distância física daqueles que amo... E as lágrimas tornam-se inevitáveis quando se assinala mais uma 'data especial'sem o calor de uma abraço... 
:'(

Valha-me o sol que veio, finalmente, iluminar a escuridão dos últimos dias e o fim-de-semana que se aproxima... 
*

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Dieta report

Duas semanas de dieta e a minha vontade é devorar batatas fritas, croissants, chocolates....
ahhh

domingo, 16 de novembro de 2014

Diário de uma noiva#7 - Faltam 6 meses*

E como cantam os 'Diabo na Cruz':

"É casamento porque sim e porque não. É casamento porque os tempos são modernos. É casamento porque eu gosto mais de ti. É casamento porque nem me és indiferente. É casamento porque o padre não se ri. É casamento que amanhã estou ocupado. É casamento para o tio se embebedar. É casamento porque o solteiro fica velho. É casamento que anda tudo para casar. É casamento anunciado de repente. É casamento preparado ao pormenor. É casamento mesmo em cima do joelho. É casamento na Feira de Rio Maior!...".

Ou seja: 
blaábláblá Casamento blábláblá Casamento blábláblá Casamento!...
AHHH
:)

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Diário de uma noiva#6 - O melhor conselho de todos

Escolher o vestido é uma das partes mais entusiasmantes e difíceis para qualquer noiva. É um dos melhores dias da nossa vida e, supostamente, só casamos uma vez na vida. 
  -.- 

A minha experiência começou mal. Muito stress, muito calor, uma dona de loja apressada para fechar as portas, inconveniente e pouco colaborativa. A altura não era a ideal para escolher o vestido, mas a minha madrinha ia emigrar e esta era, sem dúvida, uma decisão que queria tomar com ela. Segunda loja, a melhor das experiências. A senhora que me atendeu foi dez estrelas. Gosta do que faz, sabe o que fala e sabe muito bem como tratar os diferentes tipos de noiva. Quando ela me disse: "Você gosta dos Ferraris", percebi que a coisa ia dar-se naquele dia, naquele momento. E assim foi! O primeiro vestido que ela me vestiu... Meu Deus! Basta dizer duas coisas:
  1. A minha madrinha ficou em lágrimas!
  2.  O meu sorriso era tão grande que até ponderei casar de aparelho para brilhar ainda mais!!!
Ai que sensação maravilhosa! Que bom poder dizer: "Este é o tal!" 
 :)

Mas depois temos uma bruxa má sempre disponível para nos baralhar as ideias... Essa bruxa má que está a um simples clique num computador, tablet e até no telemóvel! Essa bruxa maqueavélica que se chama Internet. Ahhhh Vida ingrata!! Começo a achar que a etnia cigana é que faz bem em comemorar os casamentos durante uma semana. Sete dias, sete vestidos? SONHO!! Será que não me vou arrepender por ir assim em vez de ir assado? E se trocar de vestido depois da cerimónia? Não, ele é demasiado bonito não merece uma coisa dessas. E se pareço mais gorda? Será que os convidados vão levar a festa a olhar para mim e a acharem que me fica mal? Aiii... Ao ver-me indecisa, diz-me o noivo: "Já imaginaste os sítios todos onde ainda podemos casar? República Dominicana, México, Tailândia..." Ahhh Que maravilha! Era tudo o que precisava de ouvir. E é por isso que vou casar com ele!... 
:)

E depois ainda existem as amigas que nos dão sábios conselhos, tal como este, que para mim foi o melhor conselho de todos: "O vestido é como o noivo; Quando encontras um, deixas de procurar". 
Olé!

E a verdade é que por mais dúvidas que assombrem a minha cabeça, sempre que visto aquele vestido  ma-ra-vi-lhoso sinto que ele é o meu vestido. É o tal! *

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Cá em casa...

... Um é saudável. Outro é Feliz !

Couve-flor

Definitivamente, não gosto de couve-flor! Mas como também não gostava de alho francês e hoje adoro, não podia com milho e pimentos e hoje mal passo sem os dois, e também já tive fases em que nem sequer podia ver ervilhas e queijo [sim, como é possível viver sem queijo?], decidi arriscar e dar uma nova oportunidade à couve-flor. Fiz uma receita nova, simples e, supostamente, deliciosa. Sentei-me à mesa entusiasmada, para ficar desiludida logo na primeira garfada. Que horror! Não gostei e vou resignar-me à minha condição de não fã de couve-flor, até porque a minha barriguinha fartou-se de reclamar comigo a noite toda e nem me deixou dormir em condições... 

sábado, 8 de novembro de 2014

Coincidências do destino

Acordar cedo no sábado de manhã para ir levar a sogra e o noivo ao aeroporto. O destino é Madrid e o objetivo desta viagem de fim-de-semana é ver o Ronaldo e os companheiros do Real Madrid a jogar esta noite. Chegar a casa. Relaxar no sofá e, precisamente, na hora do voo receber uma chamada publicitária com a voz do Ronaldo!...
:)

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Outono ? És tu ?

Apesar de não ser grande fã de chuva e de detestar vento, confesso que acho que já estava na hora de, finalmente, entrarmos no Outono! Que confusão que já estava a minha cabeça com esta coisa de sair do trabalho ao final da tarde, já estar escuro e estar um calorão insuportável !!!

Acho que é importante não quebrar a rotina a que o nosso corpo está habituado em relação às quatro estações. O calor é bom. O sol é essencial e torna tudo mais colorido - não só as paisagens como até as próprias pessoas!... Mas o frio também tem o seu lado bom! As mantinhas, os filmes e séries no sofá, as chávenas de chá, as leituras com a chuva de banda sonora, as castanhas assadas...


Dieta: modo on !

Estarei afastada das minhas comidas gostosas e dos meus amigos doces durante um mês e meio. Não se avizinham dias fáceis... Mas confesso que pensar nas coisas boas do Natal, deixa-me motivada. Por isso, 'bora lá ! Fica o pensamento:

Imagem retirada daqui no dia 03 de Novembro de 2014

E a música que ecoará na minha cabeça sempre que passar no corredor dos chocolates nos supermercados... 


:)